Vendedor foi atacado pelos matadores
depois de sair de uma lanchonete.

A Rua Gertrudes Cruz de Andrade quase esquina com a BR-116, Pinheirinho, ficou manchada de sangue na madrugada de ontem. Um único disparo acertou a nuca do vendedor Mauro Sérgio Santiago, 28 anos, que caiu morto no meio da pista de terra batida. Poucas informações foram obtidas no local pelos investigadores da Delegacia de Homicídios e policiais militares do 13.º BPM que atenderam à ocorrência. No boletim registrado na DH, a vítima saiu de uma lanchonete – situada na mesma rua onde aconteceu o crime – acompanhado por dois indivíduos. Algum tempo depois, por volta das 3h15, ele retornou ao estabelecimento mas em companhia de duas mulheres.

Suspeito

Nas proximidades do bar aconteceu o disparo que culminou com a morte do vendedor. Apesar das informações repassadas à polícia estarem bastante confusas, o delegado responsável pelo caso, Ronald de Jesus, informou que já tem uma linha de investigação traçada e o nome de um suspeito. Ele espera conversar nas próximas horas com as pessoas que acompanhavam a vítima para obter mais informações sobre o homicídio. Não ficou esclarecido até o momento, quantas pessoas participaram da ação e se, no momento do disparo, estavam em um carro ou a pé. Comentários na região indicaram que os ocupantes de um Monza podem ter participado do crime e que a vítima teria sido chamada pelo nome por seus algozes.