O ato de coragem de um policial militar por pouco não lhe custou a própria vida. Na noite de sábado, o soldado Vilmar Uhdri, 26 anos, foi apanhar a namorada e presenciou um assalto. Resolveu intervir. Ele recebeu quatro tiros e foi levado ao Hospital do Trabalhador.

De acordo com o soldado, lotado no 13.º Batalhão de Polícia Militar, por volta das 21h30 ele foi até a casa da namorada, na Rua São José dos Pinhais, Sítio Cercado, quando avistou um indivíduo correndo com a gaveta de uma caixa registradora nas mãos. O soldado correu atrás do marginal e deu voz de prisão, sem imaginar que o assaltante estava acompanhado de outros três comparsas. O bando, que havia cometido o roubo a uma farmácia naquela rua, começou a atirar. Depois de ferir o soldado com dois tiros de raspão nas costas, um na virilha e outro na panturrilha, o quarteto fugiu de bicicleta.

O soldado foi levado ao Hospital do Trabalhador e ontem já estava em casa. "Estava de folga e fui pegar minha namorada pra sair, quando aconteceu todo o tumulto. Foi um susto muito grande, mas graças a Deus não aconteceu o pior", disse o PM.

Os marginais fugiram levando R$ 400,00 e o assalto está sendo investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos.