O corpo de um homem amarrado para trás de forma nada convencional e enrolado em um cobertor foi encontrado na represa do Rio Passaúna, no bairro Augusta, por frequentadores da região no final da tarde de terça-feira (08).

Um grupo que estava pescando no local avistou aquele “embrulho” por volta das 16h30 e acionou a polícia. Ao ser içado o corpo e removido o cobertor, perto das 18h, os policiais e as pessoas que ficaram ao redor puderam visualizar a posição em que a vítima foi deixada, com a cabeça e as pernas amarrados juntos, como se os autores do crime estivessem tentando unir as duas partes com a corda.

O delegado da Delegacia de Homicídios, Renato Coelho de Jesus, verificou ainda que a pessoa, ainda não identificada, teve a orelha esquerda cortada. “Pelos sinais, já faz mais de 24 horas que esse homem foi assassinado e possivelmente foi torturado antes de morrer. Além disso, foi clara a intenção de quem fez isso de ocultar o corpo nas águas da represa”, explicou o delegado. Segundo o delegado, o homem tinha uma cruz tatuada no corpo e o sulco formado no pescoço demonstrava que houve fratura na região. O 3º Distrito Policial vai investigar o caso.

Paraná Online no Facebook