Acusado de espancar a mulher, torturar o filho, de 5 anos, e estuprar e engravidar a enteada adolescente, Márcio Mendes de Lara, 29 anos, foi detido na madrugada de ontem, no Jardim da Ordem, no Tatuquara. A prisão foi realizada pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), após quase dois meses de investigação.

De acordo com a esposa do suspeito, a família era aterrorizada há bastante tempo. Ela conta que era agredida, humilhada e obrigada a andar de cabeça baixa na rua.

“Márcio agia com violência e ameaçava os familiares, deixando traumas para toda a vida”, disse a delegada Maricy Mortagua Santineli. Mesmo assim, era a mulher quem levava dinheiro para casa, com seu trabalho como diarista.

Crianças

Recentemente, a violência de Márcio também se voltou ao filho e à enteada. Conforme foi relatado no inquérito, ele costumava espancar e torturar o garoto. Quando ameaçavam denunciá-lo, ele dizia que já esteve preso e que “iria até o inferno” para matar toda família.

Em janeiro, o homem aproveitou que a esposa foi trabalhar e estuprou a enteada. A partir de então, o abuso se tornou constante e a garota foi mantida em cárcere privado, impedida até de ir à escola.

De acordo com os depoimentos, Márcio barbarizava a vítima. “Os relatos causam revolta e indignação, mesmo para nós que trabalhamos com este tipo de delito”, afirmou Maricy.

Fuga

Somente em abril a menina contou para a mãe o que acontecia e o caso foi denunciado ao Nucria. No mês passado, a esposa e a enteada aproveitaram que o homem estava no banho, e filho, na casa de um parente, e fugiram com as roupas do corpo.

Márcio saiu do chuveiro e perseguiu as vítimas só de calção, mas elas se esconderam em uma panificadora e receberam ajuda de um desconhecido. A polícia solicitou mandado de prisão, por estupro de vulnerável, que foi expedido pela Justiça.

Os exames comprovaram que a menina está grávida de Márcio, que já havia sido condenado por estelionato e está envolvido em crimes de ameaça, vias de fato e lesão corporal.