A Polícia Civil de Apucarana, norte do Estado, interditou ontem o Motel Estrela, após a morte de Paulino Oshiro, 58 anos, ocorrida num dos quartos, quando fazia programa com duas adolescentes de 14 anos.

Ele pagou o programa com dois celulares. As informações são do superintendente Roberto Francisco dos Santos, da delegacia do município. Uma das garotas conhecia Paulino e já teria saído para passearem com o homem.

Porém, alegaram em depoimento, que era a primeira vez que iriam num motel com o senhor. Paulino morreu num dos quartos antes da chegada da emergência. O caso ocorreu por volta das 17h da última terça-feira.

Elas contaram à polícia que ele ingeriu um medicamento, que não souberam precisar qual seria o produto. Como Paulino passou mal, elas acionaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

“Infelizmente ele sofreu uma ataque cardíaco fulminante e quando o socorro chegou nada pode ser feito”, disse o superintendente. As garotas foram ouvidas e encaminhadas ao Conselho Tutelar de Apucarana. Os aparelhos celulares foram apreendidos.

Motel

O superintendente afirmou que o proprietário e funcionários deverão ser indiciados por corrupção de menores, por facilitarem o acesso dos jovens no estabelecimento. O motel fica situado na região do parque industrial, zona norte da cidade.