Claudemir Moreira Ferreira, 51 anos, o “Fala Mansa”, foi condenado a 13 anos em regime fechado por ter matado o garçom Tiago Sena de Oliveira. A vítima tinha 28 anos quando foi assassinada a facadas e golpes de barra de ferro em julho de 2010, na Vila Hauer. De acordo com o Tribunal do Júri, a condenação foi definitiva. O julgamento teve início às 13h de anteontem e sentença foi lida por volta das 18h40, pelo juiz Plínio Augusto Penteado de Carvalho.

Thiago morava com a família no Xaxim e se preparava para trabalhar num cruzeiro quando foi morto. No dia do crime, ele foi até o cortiço onde a namorada morava desde que deixou uma clínica de recuperação para usuários de droga. Thiago foi ao encontro da jovem na tentativa de convencê-la a se livrar do vício, quando foi atacado por Claudemir, apontado, na época, como fornecedor de drogas.