Cinco pessoas ficaram na mira de um trio de assaltantes durante a noite desta segunda-feira (23). Primeiro os bandidos invadiram um escritório de advocacia no Ahú. Depois de revirar tudo, eles deixaram o local no veículo do proprietário do escritório, levando ele e dois funcionários como reféns. Rodaram pela cidade e na Rua Rafael Papa, Jardim Social, viram duas pessoas em um carro, entrando na garagem de casa, e resolveram praticar mais um crime.

Enquanto um ficou no carro com as três primeiras vítimas, dois desceram e atacaram os novos alvos. Mas desta vez, um vizinho flagrou a ação e ligou para a polícia. Rapidamente viaturas do 20.º Batalhão cercaram a área, com apoio de equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

Dois dos bandidos foram rendidos de imediato e entregaram as armas. O terceiro pulou muros de algumas residências, mas não conseguiu ir muito longo e também foi capturado. Os três foram encaminhados ao Ciac-Sul (Portão), e autuados por roubo e cárcere privado. “As vítimas estavam bastante chocadas, mas disseram que não foram agredidas. Conseguimos prender os três sem necessidade de qualquer disparo”, contou o tenente Januário do 20.º BPM.

Refém inusitado

Também durante a noite desta segunda-feira, em São José dos Pinhais, outro trio de assaltantes foi preso pela PM. Eles tinham roubado um veículo e logo em seguida ligaram para o proprietário pedindo o pagamento de um resgate para devolvê-lo. A vítima marcou um local para o encontro, mas ao invés dele, policiais militares do 17.º Batalhão, que trabalham disfarçados, foram até lá e deram voz de prisão aos marginais. O trio foi encaminhado para a delegacia central da cidade.