Perseguição policial terminou em acidente de trânsito e na morte de um motociclista, em Quitandinha, pouco antes das 19h de ontem. Moradores e familiares da vítima se revoltaram contra a Polícia Militar, que teve que se retirar para restabelecer a ordem.

Segundo o major Machado, comandante da área, uma equipe fazia blitz no centro do município, para fiscalizar veículos e documentos. Na versão da PM, o motociclista furou o bloqueio e foi seguido por uma viatura. A perseguição se deu por um quilômetro, até a localidade rural de Rio do Poço. Na estrada de chão, o motociclista se distanciou da viatura, mas perdeu o controle da moto numa curva, bateu de frente com um caminhão e morreu na hora.

Revolta

O major disse que os PMs chegaram ao local cerca de um minuto depois do acidente. Logo também vieram familiares do motociclista, que se revoltaram. “Eles culpavam a polícia por ir atrás do homem”, contou o major Machado. Os policiais tiveram que sair do local e pedir apoio.

Com toda confusão, o Instituto de Criminalística e o Instituto Médico-Legal só chegaram ao local por volta das 22h. A vítima era moradora na região e tinha cerca de 34 anos. Além do inquérito da Polícia Civil, a Polícia Militar também abrirá procedimento administrativo, para apurar a conduta dos policiais.