Paulo Rogério.

Furtar roupas e objetos expostos em bancas de lojas é comum no centro da cidade. Pessoas mal intencionadas passam em frente aos estabelecimentos e se apoderam, principalmente de roupas. A comerciante Vera Lúcia de Souza, gerente da Chama Veste, foi vítima mais uma vez na tarde de ontem, mas agora vez teve mais sorte e parte das roupas furtadas foi recuperada e um dos ladrões, Paulo Rogério Guimarães, 24 anos, preso em flagrante por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos.

Eram 15h, quando Paulo e um menor passaram em frente à loja, na Rua Westphalen, e apanharam cerca de 30 calças. Em seguida, saíram correndo e se embrenharam no meio da multidão. Funcionários da loja e populares saíram correndo atrás dos ladrões, que derrubaram várias calças na rua. Os investigadores Bimba e Henrique, da Delegacia de Furtos e Roubos, estavam fazendo diligências na região, viram a cena e conseguiram deter Paulo, que carregava quatro calças nas mãos. O rapaz, que já responde a três inquéritos por furto, foi autuado mais uma vez pelo delegado Alfredo Dib.

O investigador Bimba disse que as equipes da Delegacia de Furtos e Roubos estão trabalhando na área central para conter esse tipo de crime, que incomoda os comerciantes e as pessoas que transitam pelo centro da cidade. “São quantias pequenas, mas o numero de queixas de furtos e roubos de pequenos valores são mais comuns”, comentou.

A gerente da loja afirmou que já está acostumada com os furtos cometidos por Paulo. “Quase todos os dias ele leva algumas coisa. Tenho certeza que foi ele, não iria confundir alguém que ataca a loja desse jeito”, disse. “Felizmente, agora ele está atrás das grades e vai parar de incomodar por algum tempo”, acrescentou.