Felipe foi abordado pelos assassinos
ao entrar no carro, no Uberaba.
Na porta do Golf, as marcas das balas.

O jovem empresário Felipe Rafael Germano, 21 anos, foi vítima de uma emboscada e assassinado com vários disparos de pistola dentro do veículo Golf prata, placa CSE-7928, por volta das 14h de ontem, em frente a uma loja de autopeças na Avenida Salgado Filho, Uberaba. Cerca de 25 tiros foram disparados contra Felipe, efetuados por três homens que o abordaram calmamente, solicitando informações. O empresário era o único alvo dos matadores, porque no Golf, além de Felipe, estavam um tio dele e um amigo que não sofreram nenhum ferimento.

Pelas primeiras informações, Felipe e seus companheiros chegaram até a loja de autopeças e, depois de algum tempo, retornaram para o veículo para ir embora. Quando se preparava para sair, o empresário – que estava conduzindo o carro – foi abordado por três indivíduos armados que falaram algo. Em seguida, mais de 20 disparos foram dados, alguns deles atingindo o jovem no peito e na barriga. Felipe teve morte instantânea, caído no banco do Golf. As cápsulas que ficaram espalhadas em volta do carro foram recolhidas pela Polícia Científica.

Ameaça

De acordo com informações do tenente Vieira, do Regimento da Polícia Montada (RPMont), os três matadores chegaram ao local em um veículo Golf preto, que também foi utilizado para a fuga. O Golf rumou com destino a São José dos Pinhais. Um outro carro, provavelmente Palio, com mais um indivíduo, também teria participado do crime. As testemunhas do fato foram levadas à Delegacia de Homicídios para prestar informações à polícia. Conforme o tenente, a vítima trabalhava no ramo de persianas e já tinha antecedente criminal por assalto. Foi comentado, no local do crime, que o jovem já havia sido ameaçado de morte e o nome de um suspeito foi dado aos policiais. Acerto de contas por desavença é a principal hipótese a ser investigada.