Foram presos, ontem, dois integrantes de uma quadrilha que roubava jóias em Santa Catarina. José Carlos Domingues, conhecido como “Carlinhos” e sua namorada – de 17 anos – moravam em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo o titular da Delegacia de Furtos e Roubos, Rubens Recalcatti, o montante roubado equivale a R$ 500 mil.

Segundo o delegado Recalcatti, a Polícia Civil de Curitiba começou a investigar o crime para descobrir se tinha alguma relação com assaltos a joalherias que aconteceram há alguns meses na capital. Durante as investigações eles descobriram o paradeiro dos dois integrantes da quadrilha que agia em Santa Catarina e mais um terceiro, que não tem ligação com os roubos, mas tinha um mandado de prisão expedido em Guarapuava, por seqüestro relâmpago.

Roubos

O primeiro roubo cometido pela quadrilha foi a uma joalheria na cidade de Indaial, no estado vizinho. Os bandidos levaram R$ 200 mil em jóias. Além dos dois jovens presos, participaram também do crime Edson Krenzel Pereira e outras duas pessoas conhecidas como “Feio” e Ezequiel. No assalto, eles usaram uma Kombi, um Pálio branco e um Gol vermelho roubado.

O segundo roubo ocorreu na cidade de São Bento do Sul (SC) e os bandidos se apoderaram de R$ 300 mil em jóias. Neste crime, houve a participação de um outro homem conhecido como “Misa”. Desta vez, os bandidos não se deram tão bem. Na fuga, Edson acabou sendo abordado por policiais e preso em flagrante.

A polícia daquele estado expediu mandado de busca e apreensão e os jovens foram presos em Pinhais. Segundo Recalcatti, José Carlos afirmou que ficou apenas com R$ 9 mil dos roubos e ainda teria emprestado R$ 3 mil para Edson. Junto com ele foram encontradas algumas jóias. Ontem mesmo, policiais de Santa Catarina recambiaram o bandido e a adolescente foi liberada. O delegado também prendeu outras cinco pessoas que tinham ligação com os assaltantes, mas após prestar depoimento, elas foram liberadas.