enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Vendo o sol nascer quadrado

Brigões da Arena Joinville passarão o Natal presos

Torcedores envolvidos na confusão não tem direito ao indulto de Natal

  • Por Redação

Torcedores do Atlético Paranaense e do Vasco da Gama envolvidos na briga ocorrida no dia 8 de dezembro, na última rodada do campeonato brasileiro, que foram presos no último dia 19, devem passar o Natal na cadeia.

Os 24 brigões que se enfrentaram na Arena Joinville estão detidos na cidade catarinense e segundo informações do delegado regional de Joinville, Dirceu Lopes ao site Lancenet, os presos não têm direito ao indulto natalino. “Para eles serem libertados do período do Natal, só com uma ordem judicial. Como foram presos recentemente e ainda serão julgados, permanecerão detidos” afirmou Dirceu.

Entre os que estão atrás das grades, três torcecores do time carioca foram presos em flagrante e outros 21 torcedores dos dois times foram detidos na Operação Cartão Vermelho realizada pelas polícias do Paraná, Santa Catarina e Rio de Janeiro.

Além destes já detidos, ainda há dez torcedores foragidos. Entre eles, está Bruno Pereira Ribeiro, conhecido como Bruno “Fet”, presidente da torcida organizada Força Jovem do Vasco.

A briga

A violenta briga aconteceu no domingo 8 de dezembro, entre torcedores de Atlético e Vasco nas arquibancadas da Arena Joinville, em jogo da última rodada do Brasileirão. Na confusão quatro torcedores foram levados para o hospital.

Presos

40 envolvidos na confusão foram identificados por fotos, e 30 já estão oficialmente identificados. Os 24 detidos foram transferidos para Joinville (SC).

A Justiça determinou a prisão preventiva sob a acusação de associação criminosa, dano ao patrimônio público e prática e incitação de violência em estádios, crimes cujas penas são inferiores a oito anos de reclusão. A ação de cada um deles será reavaliada pelas imagens da confusão, e pelo menos sete poderão responder também por tentativa de homicídio.

Segundo o delegado Clóvis Galvão, titular da Demafe, alguns dos torcedores que tiveram a prisão decretada já estiveram presos por outros crimes, como roubos. Eles foram identificados com apoio da base de dados de torcedores envolvidos em tumultos, que consta na delegacia, bem como através de denúncias da população em vários blogs criados na internet e com apoio dos times, também interessados em punir os responsáveis pela barbárie.

O ex-vereador de Curitiba Juliano Borghetti foi um dos flagrados na briga, o que o obrigou a pedir demissão do cargo de superintendente da EcoParaná, empresa estatal ligada ao governo paranaense.

Punição

Após a briga, O Ministério Público do Paraná (MP-PR) determinou que a torcida do Atlético “Os Fanáticos” fique seis meses sem assisitir à partidas do time nos estádios de futebol.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) também puniu o clube Atlético Paranaense e o Vasco da Gama com perda de mando de campo e partidas realizadas com os portões fechados. Ao Atlético são 12 jogos de punição e ao time carioca 8.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas