Três assaltantes morreram e um ficou gravemente ferido depois de, coincidentemente, todos escolherem as vítimas erradas. Em quatro situações diferentes, em menos de três horas entre a noite de sexta-feira e o início da madrugada de sábado, um policial federal, um civil aposentado e dois militares foram o alvo dos ladrões e reagiram a tiros. Todos os policiais saíram ilesos dos confrontos.

Às 22h20, um policial federal saía de um condomínio na Rua Francisco Moro, no Portão, perto da Rua Itacolomi, quando foi abordado por três homens armados. Eles levaram o policial para dentro do condomínio e já rendiam outras vítimas, quando ele decidiu reagir. Durante a troca de tiros, um bandido morreu portando um revólver calibre 38, e os outros dois conseguiram fugir. Socorristas do Siate até estiveram no local, mas nada puderam fazer.

O ladrão não portava documentos e vestia boné preto, jaqueta preta, bermuda jeans, meias brancas e tênis cinza. Ele aparentava ter 25 anos.

Meia hora depois, a casa de um policial civil aposentado foi invadida na Rua João Manoel de Nóbrega, bairro Fanny, por quatro homens. O policial aguardou o melhor momento e reagiu a tiros. Testemunhas viram três ladrões fugirem, um deles aparentando estar ferido. O quarto assaltante morreu baleado na residência, também portando um revólver calibre 38. Ele foi identificado como sendo Paulo Martins Rodrigues.

Militares

Assaltantes continuaram a agir em outros pontos de Curitiba e, no mesmo horário do roubo no Fanny, outro homem roubava uma pessoa na Avenida Winston Churchill, no Pinheirinho. Um policial militar, lotado na Casa Militar, viu o assalto e tentou abordar o ladrão, que reagiu a tiros e foi baleado no revide. Socorristas do Siate levaram o homem até o Hospital do Trabalhador, mas ele não resistiu.
Já perto de 1h30, outro policial militar foi abordado por dois homens armados quando chegava em casa, na Rua Desembargador Antônio de Paula, Boqueirão. Ele se identificou como policial, reagiu ao assalto e deu dois tiros em um dos ladrões. O outro conseguiu fugir. O assaltante baleado foi levado em estado grave ao Hospital do Trabalhador, onde permanece internado.

Outro

Na manhã de sexta-feira, mais um ladrão foi morto depois de tentar roubar um policial militar. A vítima seguia de bicicleta para o trabalho como atendente do 190, pela Avenida Senador Salgado Filho, quando foi abordada por três ladrões. Um deles já levava a bicicleta quando foi baleado na perna e morreu. Os outros dois fugiram. Até a tarde de sábado, o corpo do ladrão permanecia sem identificação no Instituto Médico Legal de Curitiba.