Os dois marginais mortos na tarde de segunda-feira, na BR-476, em confronto com policiais militares, foram identificados ontem no Instituto Médico-Legal. Trata-se de Cleverson Daniel Siqueira e André de Oliveira. A partir da identificação deles, policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) pretendem verificar outros possíveis crimes cometidos pela dupla.

De acordo com o superintendente da DFRV, Edson Costa, Cleverson era foragido do sistema penitenciário. ?Conversamos com a irmã dele e ela nos contou que há muito tempo Cleverson praticava crimes com André?, contou o policial. Segundo Costa, ele aguarda a família de André para verificar os antecedentes criminais dele, uma vez que, no sistema integrado da polícia, há outros criminosos com o mesmo nome.

Os policiais ainda investigam como o carro envolvido no tiroteio, o Peugeot placa BAD-0520, estava com alerta de roubo desde 2004. O carro foi comprado em 2006 pela vítima, que garantiu não saber que o veículo já tinha sido roubado.

Crime

Os dois bandidos morreram no cruzamento da BR-476 e Avenida Senador Salgado Filho, depois de levar reféns o proprietário do carro e a namorada dele. O automóvel foi perseguido por policiais militares, assim que descobriram o alerta de roubo de 2004. Durante a troca de tiros, o carro ficou crivado com mais de 60 tiros, os dois marginais morreram e o proprietário foi baleado no ombro.