A presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), Graziella Baggio, afirmou nesta quarta-feira (26) que aproximadamente 400 funcionários da Varig já saíram do emprego e estão trabalhando em outras empresas, embora não tenham acertado sua demissão. Segundo ela, são pessoas que estão sem receber salário regularmente há três meses e simplesmente se cansaram dos problemas gerados pelos cancelamentos de vôos, por isso decidiram sair. "Muita gente já saiu e existem quase mil que estão para se aposentar. No total, a empresa tem 8.500 empregados na ativa", disse Graziella. De acordo com ela, é difícil dizer quantos serão aproveitados pelos administradores da VarigLog, novos donos da Varig.

A sindicalista avalia que a Varig está operando hoje com oito aviões e os demais estão parados, à espera de manutenção. A intenção manifestada pela VarigLog era manter inicialmente 13 aviões. "Os novos administradores estão em contato com as empresas de leasing. Não acredito que um investidor compre uma empresa desse porte para operar apenas com 13 aeronaves. Eles devem ficar com mais do que isso", opinou. Graziella participou hoje da assembléia de credores da Vasp, que aprovou o plano de recuperação da empresa com apoio maciço dos trabalhadores. "Esta fase terminou de forma satisfatória para a Vasp. Agora, o desafio é buscar investidores. Acreditamos que haverá interessados", disse a sindicalista.