O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou a estatística do eleitorado brasileiro. Os números indicam a quantidade de eleitores que poderão participar da votação no referendo sobre as armas, no dia 23 de outubro. Conforme os dados, 122.042.825 eleitores estão aptos a votar em 368.040 seções eleitorais, distribuídas em 5.564 municípios. O eleitorado total é de 122.102.746 pessoas que votam em 368.384 seções, mas os residentes no exterior (59.921 eleitores em 334 seções) não participam da consulta popular. O total de eleitores é 0,58% maior que o registrado nas eleições municipais de 2004.

O eleitorado brasileiro é formado por 62.243.36 mulheres e 59.171.986 homens; 187.434 eleitores não informaram o sexo. A distribuição do eleitorado por faixa etária é a seguinte: 16 anos (1.893.106 eleitores), 17 anos (2.711186), 18 a 20 (9.690.309), 21 a 24 (13.780.455), 25 a 34 (28.772.829), 35 a 44 (24.703.393), 45 a 59 (24.773.403), 60 a 69 (8.916.301), 70 a 79 (5.060.170), mais de 79 anos (1.441.260) e inválidas (360.334).

O Estado de São Paulo, com 27.303.895 eleitores, é o maior colégio eleitoral do Brasil, seguido por Minas Gerais (13.320.622), Rio de Janeiro (10.645.180), Bahia (8.952.123) e Rio Grande do Sul (7.593.507 eleitores). Entre os municípios, o maior e o menor colégio também estão localizados em São Paulo: a capital paulista, com 7.811.213 eleitores, e Bora, com apenas 828 eleitores.

O referendo será o sexto processo eleitoral totalmente informatizado do País. O TSE estima em 10 segundos o tempo médio para o registro do voto contra ou a favor da comercialização de armas de fogo e munição no Brasil, pois cada eleitor terá que usar apenas duas teclas da urna eletrônica para votar – tecla ‘sim ou não’ e a tecla ‘confirma’. Em 2004, para concluir os votos e as confirmações, os eleitores teclaram nove vezes com um tempo médio de 40 segundos por voto.

O eleitorado brasileiro por Estado e número de municípios é o seguinte: Acre – 389.137 eleitores em 22 municípios ; Alagoas – 1.774.914 eleitores em 102 municípios; Amazonas – 1.668.497 eleitores em 62 municípios; Amapá – 332.589 eleitores em 16 municípios; Bahia – 8.952.123 eleitores em 417 municípios; Ceará – 5.1444.516 eleitores em 184 municípios; Distrito Federal – 1.564.550 em um município; Espírito Santo – 2.253.444 eleitores em 78 municípios; Goiás – 3.620.968 eleitores em 246 municípios; Maranhão – 3.735.131 eleitores em 217 municípios; Minas Gerais – 13.320.622 eleitores em 853 municípios; Mato Grosso do Sul – 1.505.058 eleitores em 78 municípios; Mato Grosso – 1.854.477 eleitores em 141 municípios; Pará – 3.999.863 leitores em 143 municípios; Paraíba – 2.468.633 eleitores em 223 municípios; Pernambuco – 5.656.670 eleitores em 185 municípios; Piauí – 1.990.993 eleitores em 223 municípios; Paraná – 6.948.437. eleitores em 399 municípios; Rio de Janeiro – 10.645.180 eleitores em 92 municípios; Rio Grande do Norte – 2.026.616 eleitores em 167 municípios; Rondônia – 954.308 eleitores em 52 municípios; Roraima – 216.022 eleitores em 15 municípios ;Rio Grande do Sul – 7.593.507 eleitores em 496 municípios; Santa Catarina – 4.022.170 leitores em 293 municípios; Sergipe – 1.245.813 eleitores em 75 municípios; São Paulo – 27.303.895 eleitores em 645 municípios Tocantins – 838.742 eleitores em 139 municípios. As informações são do TSE/DF.