Parte do comércio de Copacabana, no Rio de Janeiro, amanheceu fechada hoje por ordem de quadrilhas do morro Pavão-Pavãozinho, depois que o traficante Robson Roque da Cunha, o Caveirinha, de 45 anos, foi morto na Favela do Dique, em Olaria, durante operação da Polícia Militar. A ordem, segundo testemunhas, teria sido dada ontem à noite por três mulheres que passaram pelas lojas e bares ao redor dos morros Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, onde vivia o traficante do Comando Vermelho. Pela manhã o policiamento foi reforçado em Copacabana e no início da tarde a situação já estava quase normalizada com exceção de alguns estabelecimentos próximos à Rua Sá Ferreira, no principal acesso ao morro.

Fugitivo da Justiça, desde janeiro, quando saiu em indulto, "Robson Caveirinha" morreu na noite de ontem durante confronto com policiais militares. Além dele, também morreu um traficante conhecido por "Toninho Gordo" que, segundo a polícia, comandava o tráfico de drogas nas favelas do Dique e Furquim Mendes, no Jardim América.