O Senado decidiu hoje, após reunião de líderes partidários, engavetar o pedido de CPI do Banestado, apresentado pelo senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT).

O caso do envio de US$ 30 bilhões remetidos irregularmente pelas contas CC5, usadas para envio de recursos para contas em outros países, continuará sob responsabilidade do Ministério da Justiça, do Ministério Público e da Controladoria-Geral da União. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)