A Guarda Municipal (GM) de Curitiba atendeu uma ocorrência de assédio sexual na manhã desta segunda-feira (6), contra uma mulher de 26 anos, no ônibus Inter 2, na região do Mercês. O suspeito, de 52 anos, foi preso e levado para a Delegacia da Mulher. Esta foi a 18ª ocorrência de assédio sexual em transporte coletivo registrada pela GM em 2019.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

De acordo com o inspetor Claudio Augusto de Oliveira, do Centro de Operações da Guarda Municipal, a ocorrência foi por volta das 8h, com o auxílio das pessoas que presenciaram a situação. “Os usuários viram a situação e ocorreu uma comoção dentro do veículo. O motorista notou e parou na estação mais próxima e chamou a GM, que atendeu o caso”, relata o inspetor.

+Leia também: Polícia ‘dá sorte’ e flagra grupo tentando roubar agência em Curitiba

Oliveira destaca que há uma orientação especial para motoristas e cobradores nestes casos. “A gente orienta para que, quando motoristas e cobradores detectarem estes casos, avisarem a Guarda Municipal e parem no ponto ou na estação-tubo mais próxima”, ressalta. No ano passado, foram atendidos 59 casos de assédio sexual nos ônibus de Curitiba.

+ Leia mais: Sem EPI, idoso despenca do telhado e morre durante o serviço em Curitiba

O inspetor também aponta a intervenção da população nestes casos, acionando as autoridades, é crucial para combater esses casos. “A nossa orientação é de que qualquer pessoa que presenciar uma situação de assédio nos ônibus pode ligar a para a Guarda Municipal (153) ou para a Polícia Militar (190)”, ressalva Oliveira.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Imagens mostram suspeitos de matar diarista e polícia pede ajuda pra encontrá-los