enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Tentativa de homicídio

Preso homem que abriu fogo e deixou ex-cunhado paraplégico na Grande Curitiba; Assista!

  • Por Alex Silveira

Foi preso na manhã desta quarta-feira (12), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, o suspeito de tentar matar o ex-cunhado em frente à casa da ex-esposa. Leandro Henrique Braga de Souza, 26 anos, na noite de 1.° de maio, deixava os dois filhos na casa da ex-esposa quando ele e a vítima discutiram. A tentativa de homicídio teria ocorrido quando as crianças desceram do carro de Henrique, que deu um tiro de dentro do veículo após uma suposta discussão com o ex-cunhado. A vítima não morreu e ficou paraplégica. O suspeito alega legítima defesa.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Conforme apurado pela Polícia Civil (PCPR), o suspeito havia recém separado da irmã da vítima, devido a históricos de violência doméstica. No dia do crime, a vítima teria se aproximado do carro e pedido para que Leandro Henrique e a irmã parassem de brigar. Neste momento, como mostram as imagens de uma câmera de segurança, o ex-cunhado foi surpreendido por um tiro de arma de fogo.

A vítima foi socorrida imediatamente e em seguida encaminhada ao hospital, onde ficou internada por 41 dias. Devido ao ferimento causado pela arma de fogo, o ex-cunhado ficou paraplégico.

+ Leia mais: Motociclista morre após perder o controle do veículo em curva e bater em grade de proteção

Ao ser questionado sobre o fato, o suspeito confessa que efetuou o disparo contra a vítima, entretanto alega que foi em legítima defesa. O homem também disse que jogou a arma de fogo fora. Ele já tem passagens por violência doméstica.

O delegado Michel Carvalho, da Delegacia de São José dos Pinhais, afirmou que a polícia descarta a legítima defesa, por causa do histórico do suspeito. “Ele passa uma vez com o carro em frente à casa, depois retorna. Nessa segunda vez, ele espera as crianças saírem do carro e, quando o ex-cunhado se aproxima da porta do veículo, o disparo é efetuado, indicando a intenção do homicídio”, afirmou Carvalho.

+ Leia ainda: Imprudência causa grave acidente na BR-116. Passageiros ficaram presos nas ferragens

Defesa

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A versão do suspeito é outra. Leandro diz que o ex-cunhado já havia invadido a casa dele uma vez, para bater na irmã, e que isso teria ocorrido na frente da mãe do suspeito. “Como nós dois já eramos brigados, toda a vez que eu levava meus filhos na casa da minha ex-mulher, eu levava a arma para me proteger. Meu ex-cunhado foi me ameaçar naquele dia, com amigos dele. Eu não sabia se eles iam fazer alguma coisa comigo e, quando ele chegou perto da porta, eu atirei para me defender”, alega.

+ Leia mais: Super Mário dirigindo Uber? Entenda essa loucura!

Leandro ainda diz que não andava armado e que o revólver era uma arma velha que ele tinha em casa. “A legítima defesa aconteceu. Tanto é que só atirei uma vez”, diz. Já a vítima alega que foi na janela do carro para pedir que as brigas com a irmã parassem, por isso levou o tiro.

Leandro Henrique de Souza responderá por tentativa de homicídio. Ele permanece preso à disposição da Justiça.

Greve geral de sexta-feira já tem mais de 30 categorias confirmadas. Confira quem vai parar!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas