enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Na RMC

Pedreiro é morto a tiros a caminho de visita ao filho na casa da ex-mulher

  • Por Alex Silveira
Crime aconteceu no Parque Industrial Mauá, divisa com a Vila Zumbi dos Palmares, na tarde deste domingo (21). Foto: Marco Charneski/Tribuna do Paraná

Ronaldo Michael de Oliveira Gonçalves, 28 anos, foi morto a tiros na tarde deste domingo (21) no Parque Industrial Mauá, divisa com a Vila Zumbi dos Palmares, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Segundo familiares, ele era pedreiro, morador de Campina Grande Sul – também na região de Curitiba – e teria ido para Colombo visitar o filho na casa da ex-mulher, só que não apareceu. O crime ocorreu por volta das 16h20, na Rua João Matos de Almeida.

+Leia também: Festa regada a drogas e bebidas termina em morte na região de Curitiba

Vizinhos disseram ter ouvido pelo menos seis disparos de arma de fogo. O corpo da vítima foi encontrado no fim da João Matos. Curiosos e parentes correram para o local do crime para identificar quem poderia ser a vítima. Todos foram surpreendidos por se tratar de Gonçalves, já que ele não era morador do bairro.

Ângela Barbosa, 30 anos, tia da ex-mulher de Ronaldo Gonçalves, contou que falou com ele pela manhã, por aplicativo de mensagem. A família aguardava a chegada dele para visitar o filho de um ano. “Ele não apareceu e, agora, ficamos sabendo da morte dele. É muito estranho, pois ele não tinha desavença e nem problemas com a polícia”, disse a Ângela Barbosa. Ainda segundo a tia, Gonçalves não era usuário de drogas, mas de bebida alcoólica. Na noite de sábado (20), a vítima teria ido a uma festa de família e ingerido álcool. “Fora isso, ele não tinha problema. Não sabemos o motivo da morte”.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

No local, a Polícia Militar (PM) isolou a área do crime e não concedeu entrevista. Os órgãos da Polícia Civil responsáveis pela criminalistica foram acionados. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba e uma investigação sobre a morte de Ronaldo Gonçalves será instaurada.

Usando lençóis amarrados, presos escapam de presídio em fuga cinematográfica

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas