Dois homens foram presos em flagrante, no bairro Tatuquara, em Curitiba, na madrugada desta quarta-feira (10), suspeitos de estelionato por invadirem sistemas de uma operadora de telefonia para dar golpes em clientes da empresa.

As investigações começaram há três meses, quando a operadora denunciou a suspeita. De acordo com a Polícia Civil, William Nunes de Sousa, 26 anos, e Anderson Deus da Silva, 33 anos, criavam um número de telefone estrangeiro, invadiam os sistemas da operadora e, com os dados dos números fixos particulares dos clientes, programavam ligações que geravam custos para os verdadeiros proprietários das linhas.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Em um dos casos, o número era de um falso “Disk Sexo” e todo o valor recolhido pelas ligações, que estavam previamente programadas, iam para a conta dos suspeitos. Estima-se que o valor mensal recolhido chegava a R$ 1 milhão.

A dupla não só invadia o sistema das operadoras, como também invadia a sede das empresas. Inclusive, os suspeitos foram presos no momento em que estavam tentando copiar os dados telefônicos dentro da sede de uma operadora.

+Leia também: Alvo de tiros em plena luz do dia, morto é encontrado ao lado de carro de portas abertas

A Polícia Civil prossegue com as investigações, a fim de descobrir se outras pessoas estão envolvidas no crime e também para saber quantas pessoas podem ter sido prejudicadas com o golpe.

A orientação da polícia é para quem percebeu ligações seguidas para números de promoções e reality shows televisivos, sorteios ou qualquer outro tipo de promoção onde o telespectador tenha que ligar para gerar pulsos nas ligações, façam registro de Boletim de Ocorrência.

A dupla se encontra presa à disposição da Justiça.

Estuprador à solta leva pânico a bairro de SJP. Mulher ficou sob poder do homem em matagal