Após a eliminação na Taça Rio e os último fiasco na Copa do Brasil, Renato Gaúcho não é mais o técnico do Vasco da Gama. Além dele, também foi demitido o coordenador de futebol Valdir Espinosa e o preparador físico Alexandre Mendes.

A decisão teria sido tomada na tarde de quinta, em uma reunião da diretora vascaína, descontente com os resultados e a polêmica entre o treinador e o atacante Romário, que está prestes a marcar o seu milésimo gol da carreira.

Renato Gaúcho, que alegou uma gripe para faltar ao treino de quinta, foi comunicado que está fora do clube carioca por determinação do presidente do Vasco, Eurico Miranda, e pelo vice-presidente de futebol José Luiz Moreira.

O contrato de Renato, que nunca teve muitos detalhes revelados, não tinha multa rescisória, fato que facilitou sua dispensa. Há rumores até que sequer tinha qualquer documento em papel, e o negócio havia sido apenas apalavrado com Eurico Miranda.

E falando em rumores, com sua saída do Vasco, Renato passa a ser um dos nomes fortes para assumir o Corinthians, porém, a diretoria corintiana aponta que tem preferência por Abel Braga – atual treinador do Internacional -, e pode esperá-lo. Ainda mais com a vitória do Nacional sobre o Vélez Sarsfield por 2 a 0, fato que complicou o Inter na Libertadores.

No Vasco da Gama, para o lugar de Renato, cogita-se o nome de Antônio Lopes. Outros nomes são: Alfredo Sampaio (atual técnico do Madureira), Paulo César Gusmão (que está no Náutico), e até Caio Júnior, que comanda o Palmeiras.