O grupo insurgente Estado Islâmico do Iraque divulgou nesta quinta-feira (19) um vídeo mostrando supostamente a execução de 20 soldados e policiais iraquianos. As imagens mostram um homem mascarado com uma pistola na mão, andando atrás de uma fileira de cativos ajoelhados, que estavam com os olhos vendados e as mãos atadas atrás das costas numa clareira perto de algumas árvores. O mascarado vai matando um a um com um tiro na cabeça, fazendo-os cair para a frente.

Três outros mascarados são vistos perto do carrasco, segurando uma faixa preta do Estado Islâmico do Iraque. O grupo, uma coalizão de insurgentes sunitas, entre eles a Al-Qaeda no Iraque havia anunciado no sábado que havia capturado 20 soldados e policiais iraquianos, e ameaçava matá-los caso o governo não libertasse em 48 horas mulheres detidas e entregasse policiais acusados de estupro na cidade nortista de Tal Afar.

O vídeo de seis minutos foi divulgado num site da internet comumente usado pelo Estado Islâmico no Iraque. O governo iraquiano tem negado que 20 policiais e soldados foram seqüestrados. Um porta-voz do Ministério do Interior, general de brigada Abdul-Karim Khalaf, disse hoje que os homens no vídeo não podiam ser identificados, e talvez fossem civis vestidos com uniformes militares.