A cidade de Luiziana, no Centro-Oeste do Paraná, é um exemplo típico das parcerias entre o poder público, Governo do Estado e a iniciativa privada que vem dando certo. O município de 7.540 habitantes, de perfil agrícola, hoje também se volta às facções têxteis. Tatiane Letícia Gimenez de Carvalho, empresária de Curitiba, tem uma confecção, a Banana Ativa, e procurou a Cooperativa das Costureiras de Luiziana para produzir as peças de sua confecção.

Hoje, a cooperativa, com apoio da prefeitura da cidade, produz 12 mil peças de jaquetas e bermudas para a Banana Ativa e, num curto prazo, espera chegar a 30 mil peças produzidas por mês. O prefeito José Cláudio Pol (PMDB) apóia outras iniciativas. O município acaba de inaugurar uma facção industrial que vai produzir roupas para fábricas de Cianorte (PR), Terra Boa (PR) e São Paulo (SP).

Pol destaca que a cooperativa e a indústria já geram mais de 150 empregos. ?Começamos no ano passado com uma pequena confecção. Aos poucos fomos ampliando e agora vamos dar emprego para mais de 150 pessoas, o que para Luiziana trata-se de uma grande conquista?, disse.

Ele destaca a expansão da atividade para mudar o perfil econômico do município, voltado à agricultura. ?Atualmente costuramos para fora, mas futuramente nossa intenção é montar uma grife própria no nosso município?, completou Pol. Segundo o prefeito, a prefeitura treinou as costureiras e custeou parte dos equipamentos.

Hoje, o Paraná é o segundo maior pólo industrial de confecção do país, registrando uma produção de 150 milhões de peças por ano, com faturamento anual de R$ 2,8 bilhões. Em todo o Estado, existem 4.200 empresas de confecção, a maioria delas de micro, pequeno e médio portes. O setor também é responsável por 100 mil empregos diretos e 250 mil indiretos no Paraná.

O prefeito destacou as ações do Governo do Estado no município. Luiziana vai receber a sinalização viária do Programa Mutirão pela Vida, do Detran, e pretende receber investimentos na área de educação, cultura, saúde e agricultura. A região de Luiziana vai receber R$ 900 mil de recursos do Programa Paraná 12 Meses. Serão atendidos agricultores familiares com propriedades até 15 hectares com projetos que vão desde plantadeiras até botijão para inseminação artificial.