Arquivo

A vereadora Renata Bueno (PPS) deve participar pela primeira vez da sessão plenária neste ano na segunda-feira , um mês após o início das atividades legislativas na Câmara de Curitiba. Ela deve voltar para Curitiba somente no fim de semana, após concluir o curso de doutorado na Itália. Renata Bueno foi para a Europa no início de dezembro e aproveitou o recesso parlamentar mais o mês de fevereiro para concluir os estudos.

A vereadora deve acumular até o fim desta semana 11 faltas em sessões na Câmara neste ano. São faltas injustificadas. Até a manhã de ontem, o site do Legislativo mostrava as faltas e justificativas de ausências dos vereadores até sexta-feira passada. Neste período, Renata acumulava sete faltas. A punição pela ausência prolongada deve ser o desconto no salário das ausências.

De acordo com a assessoria de imprensa da Câmara, o desconto por falta é de um trinta avos do subsídio mensal bruto do vereador, que hoje está em R$ 10.439,07. O desconto total deve chegar a R$ 3.827,00 nos vencimentos de Renata.

Campanha

A assessoria de imprensa da vereadora informou que ela não vai recorrer caso o desconto seja aplicado e que isso já estava previsto pela parlamentar, pois precisava concluir o doutorado. Os estudos se encerram agora e, por isso, Renata Bueno não deve mais se ausentar por este motivo. Depois do retorno à Câmara, vai se dedicar à campanha eleitoral deste ano para a Prefeitura de Curitiba. Ela é pré-candidata do PPS à sucessão de Luciano Ducci (PSB).