O senador Roberto Requião (PMDB) aposta no sucesso da candidatura do ex-deputado estadual Rafael Greca, à Prefeitura de Curitiba, nas eleições municipais de 7 de outbro. Em visita neste domingo (27), ao Mercado Municipal, Requião voltou a confirmar o apoio e desqualificou qualquer dúvida quanto à sua posição favorável à candidatura de Greca. Em postagem na internet, via blog, o senador disse: “Vou levar o Greca para o 2º turno”, afirmou. E completou: “Gosto do Luciano, mas essa de privatizar a Pedreira pegou mal”, alfinetou. A reclamação de Requião refere-se ao processo de licitação de outorga de patrimônio público lançado pela Prefeitura de Curitiba. A medida pretende abrir concessão de gestão à iniciativa privada de vários espaços públicos da capital paranaense, como a Pedreira Paulo Leminski, o Jardim Botânico, Pavilhão do Barigui, Ópera de Arama, entre outros locais considerados cartões postas de Curitiba. Mobilização pública

Em contraponto às ações da Prefeitura, o ex-deputado Rafael Greca propõe duas medidas: que todos os pré-candidatos a prefeito e vereador de Curitiba, assinem uma ação popular que impeça, por pedido liminar, a licitação de outorga de patrimônio público em véspera de eleição; a outra é o “abraço” simbólico à Pedreira Paulo Leminski, marcado para 2 de junho (sábado). Para o ato, Greca convoca moradores de Curitiba e Região Metropolitana.

O “abraço a Pedreira”, segundo Greca, vai chamar a atenção da população, do meio político e cultural da cidade, sobre a concessão, à iniciativa privada, da administração da estrutura e de locais públicos da capital do Paraná, promovida pela Prefeitura de Curitiba.

“Todos os curitibanos, artistas, ativistas culturais, políticos e simpatizantes à nossa causa, podem participar deste manifesto que pretende alertar a sociedade sobre o tema”, ressaltou Greca.