A polícia de Carambeí, cidade de cerca de 20 mil habitantes que fica na região dos Campos Gerais, está investigando a autoria de páginas falsas e informações inverídicas sobre políticos da cidade no Orkut – site mundial de relacionamentos. No final do ano passado o vereador Luiz Carlos da Silva Gomes (PTB), conhecido como ?Pestana?, teve seu nome citado em diversas mensagens – inclusive algumas tentavam relacioná-lo ao tráfico de drogas. Agora o prefeito Osmar Rickli (PSDB) passou a ser o novo alvo. Uma página falsa foi criada no Orkut em seu nome, através da qual eram distribuídas mensagens com teor político e ofensivas a diversas pessoas do município. Depois que o fato foi parar na polícia, as páginas foram retiradas da internet.

O prefeito foi informado da situação na semana passada por assessores que tiveram acesso ao site – já que ele garante não ser usuário da rede virtual de relacionamentos. A página, além de usar o nome de Rickli, ainda continha fotos tiradas do site oficial da Prefeitura. Boa parte das mensagens enviadas em nome do prefeito tinha relação com a política local. Algumas delas faziam comparações com a atual administração e o ex-prefeito, Alci Pedroso; denúncias do uso de máquina pública; e tratavam de uma possível reeleição de Rickli. O prefeito – que é empresário do ramo madeireiro e está no seu primeiro mandato público -, protocolou um pedido de investigação junto à Polícia Civil e pretende processar o autor por falsidade ideológica, calúnia e difamação.

O vereador Pestana também teve seu nome citado nas mensagens falsas enviadas pelo prefeito. Porém, ele garante que essa não foi a primeira vez. ?No final de novembro verifiquei que várias pessoas estavam falando mentiras a meu respeito no Orkut. Muitas eram políticas e outras me comparavam a um marginal, me envolvendo até com tráfico de drogas?, comentou. Pestana disse que naquela época já havia registrado um boletim de ocorrência na polícia.