O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Marcelo Neri, disse nesta quarta-feira (28) que está preocupado com as manifestações violentas contra a Copa do Mundo e com a repercussão negativa da imagem do Brasil no exterior.

“A Copa é uma grande oportunidade de mostrar o país. Tenho preocupação, sim, mas cabe à gente confiar no bom-senso das pessoas, obviamente tomando as medidas de segurança das delegações. Temos muitas riquezas naturais e econômicas, mas a nossa força é que somos queridos [no mundo]. A gente não pode botar isso em risco”, declarou o ministro.

Marcelo Neri ainda fez referência ao caso do policial atingido por uma flecha, mas sem gravidade, após manifestantes e policiais militares entrarem em confronto em Brasília na terça-feira (27) e ao torcedor de 26 anos que morreu após ser atingido por um vaso sanitário após jogo entre o Santa Cruz e o Paraná, no Estádio do Arruda, no Recife.

“A imagem brasileira é nosso grande ativo e é um patrimônio de todos os brasileiros. Somos os anfitriões de uma grande festa. Como bom anfitrião, a gente tem que zelar não só pelos que chegam, mas também pelas imagens que a gente transmite mundo afora. O problema são essas imagens, a imagem de uma flechada, de uma privada jogada em um estádio, que é [apenas] um evento, mas isso atrapalha nossa imagem no mundo”, frisou o ministro.