O deputado federal Hidekazu Takayama (PMDB-PR), relator da CPMI do Desmanche do Congresso Nacional, anunciou ontem que a próxima audiência pública será realizada no Paraná nos dias 24 e 25 de junho, na Assembléia Legislativa. Os deputados e senadores vão ouvir os depoimentos de delegados, donos de lojas de desmanche e “salvados”, ladrões de carros, leiloeiros, além do secretário estadual de Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari, e o diretor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Marcelo Almeida.

Nos próximos dias, agentes da Polícia Federal estarão fazendo diligências em várias cidades do Estado para colher documentos e provas contra as quadrilhas especializadas no roubo de veículos e num esquema fraudulento que envolve seguradoras, leiloeiros e lojas de desmanche. Neste esquema, veículos roubados são “esquentados” mediante a utilização do chassi e documentação de “salvados”, automóveis que tiveram perda total em acidentes de trânsito.

“Temos informações de que uma loja de desmanche de Londrina, de propriedade de um político influente, estaria envolvida nesse esquema e, portanto, será alvo de investigação”, disse Takayama. Ele acredita que com a Polícia Federal em ação no Estado, haverá uma redução significativa no roubo de carros, como aconteceu em São Paulo.