Agentes da Delegacia de Investigação sobre Entorpecentes (Dise) de Bauru prenderam em flagrante P. D. M., de 35 anos, que confessou ser o coordenador das atividades do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Bauru e região desde o início de setembro, quando o antigo líder foi preso. P.D.M. – a polícia só divulgou as iniciais – foi abordado no fim da tarde de ontem, quando entregava a uma mulher 595 gramas de maconha e 66 gramas de crack. A renda obtida com o tráfico, segundo ele, era aplicada nas ações da facção.

P. D. M. vinha sendo monitorado pelos policiais desde o dia 9 de setembro, quando quatro homens foram presos com 46 quilos de cocaína trazidos da Bolívia. Entre os detidos na época estava But, de 38 anos, então identificado como chefão regional do PCC.

Durante esse tempo, os policiais levantaram os locais onde o grupo colocava as drogas e seguiu os passos do suspeito de ser o sucessor. Além da droga entregue à mulher e de R$ 1.140 que o criminoso recebeu dela, foram apreendidos na casa de P. D. M. 400 gramas de maconha, uma balança de precisão e um quilo de bicarbonato de sódio, uma das substâncias utilizadas para aumentar o volume da cocaína.