Relatório divulgado pelo Departamento Judiciário do Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná revela os números de recursos que deram entrada na corte, no período de 2001/2002, correspondente à gestão do desembargador Vicente Troiano Netto. No total, foram autuados 45.233 processos, sendo que a autuação de cada um implica sua análise para extração de, pelo menos, dez elementos a serem registrados, além da triagem prévia de competência.

Desse volume, 31.196 feitos foram distribuídos, tendo os demais sofrido mero encaminhamento, como embargos de declaração e agravos regimentais, entre outros. Salienta o relatório que, em cada um deles, foi efetuada pesquisa para verificação de prevenção.

O número de julgamentos também atingiu a quantia significativa de 36.618 processos julgados por acórdão e por decisão monocrática.

Movimentação

Somando-se toda a movimentação processual efetuada ao longo do ano, incluindo-se conclusões, devoluções, publicações, registro de acórdãos, vistas, inclusões de feitos em pauta, remessa e devolução de processos, carga de autos, baixa, remessa à seção de arquivo, recebimento de processos dos Tribunais Superiores, entre outros, tem-se um total de 902.393 movimentos processuais, realizados em 80.610 processos movimentados.

Por outro lado, o número de informações acerca da movimentação processual também impressiona: 139.930 extratos obtidos por meio das máquinas de auto-atendimento; 53.829 processos informados por via telefônica, pelo serviço de teleprocessos; e 936.178 e-mails enviados contendo informações sobre a movimentação processual ? além de terem sido consultados via Internet, pelo número, 1.613.746 processos.

Em 2001, foram finalmente ampliadas as instalações do Departamento Judiciário, o que não só trouxe maior comodidade aos usuários e funcionários, como propiciou significativa melhoria no fluxograma de atividades, resultando em otimização na prestação de serviços às partes e seus advogados.

Melhorias

As dificuldades decorrentes da falta de pessoal foram minimizadas em virtude da lotação de dezenove servidores.

Foram implantadas as seções da 7.ª e 8.ª Câmaras Cíveis e do 4.º Grupo de Câmaras Cíveis, acompanhando a instalação dos respectivos órgãos julgadores

Em 2002, as relações de despachos e acórdãos enviadas à Imprensa Oficial, para publicação, passaram a ser remetidas àquele órgão somente por meio eletrônico, abolindo-se a impressão em papel, com economia de tempo e dinheiro.

O departamento ganhou também novos microcomputadores e seis impressoras a laser.