As atividades realizadas por servidores municipais de Curitiba serão interrompidas, nesta quarta-feira (8), por trinta minutos. A decisão foi tomada em assembleia geral, assim que a proposta de aumento salarial de 10% foi anunciada pelo prefeito Luciano Ducci, no último dia 29.

Os trabalhadores irão se organizar em seus locais de trabalho e decidir com os colegas de trabalho em qual momento do dia a paralisação acontecerá. De acordo com a assessoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc), a iniciativa é uma forma de mostrar descontentamento em relação ao aumento proposto, além de cobrar o reajuste do piso salarial para diferentes níveis de escolaridade, assim definidos: R$ 1,5 mil para nível básico, R$ 2,5 mil para médio, R$ 3 mil para técnico e R$ 4,5 mil para nível superior.

De acordo com a categoria, estudos do Dieese demonstram que o percentual de reajuste pode chegar a 30% sem comprometer o orçamento municipal. Logo mais à noite, os servidores se reúnem em nova assembleia no Colégio Estadual do Paraná para decidir se entram em greve no dia 14, data do novo indicativo.