Acompanhando a paralisação nacional, os professores estaduais do Paraná vão suspender as atividades por 24 horas nesta terça-feira (16). Com o protesto, a categoria quer defender a implantação do piso salarial nacional, além de reivindicar 25,97% de reajuste no piso estadual, o que equivaleria à equiparação salarial com os demais servidores públicos.

Os manifestantes vão se concentrar às 9 horas na Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba, e seguem em passeata até o Palácio das Araucárias, no Centro Cívico, onde serão recebidos por representantes do governo. Uma assembléia no dia 27 vai discutir as negociações.

De acordo com o diretor estadual de imprensa Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP), Luiz Carlos Paixão da Rocha, professores e funcionários de escolas de todo o Estado partipam do ato.

“A expectativa para a mobilização é grande. Cerca de 5 mil professores do Paraná devem se concentrar em Curitiba e 90% das escolas estaduais vão aderir ao protesto”, afirma Rocha.

Com a paralisação, não haverá aulas nas escolas estaduais amanhã.