enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Curitiba

Parceria recupera fachada da Igreja da Ordem

  • Por Smcs, Cmc

A Prefeitura de Curitiba está pintando a Igreja da Ordem, que fica no setor histórico da cidade. A obra vai durar 30 dias e recuperar a fachada da igreja, que tem 278 anos. Esta é a segunda igreja da cidade que a Prefeitura está recuperando.

Neste mês, o prefeito Luciano Ducci anunciou o início das obras da Catedral Basílica Menor de Curitiba, durante missa celebrada pelo arcebispo da cidade, dom Moacyr Vitti. “A Prefeitura se preocupa em manter o nosso patrimônio, para preservar a história da cidade”, diz Luciano Ducci.

A pintura da Igreja da Ordem é feita em parceria da Prefeitura de Curitiba com as Tintas Coral, que cedeu a tinta. Por este convênio já foram beneficiadas outras regiões históricas da cidade, como as casas ao redor do Paço Municipal e da rua Riachuelo.

“É uma ação importante para a história da cidade”, disse o vereador João do Suco, líder do governo na Câmara Municipal, que também participou das discussões que garantiram o convênio para a pintura da igreja.

A pintura, que começou na segunda-feira passada (17), está sendo feita por uma empresa contratada pela Secretaria Municipal de Obras Públicas. O primeiro passo foi a lavagem da igreja para retirada de musgos e sujeiras que ficaram impregnados nas paredes, por causa da intempérie.

Depois, as equipes de restauro recuperaram pequenas fissuras e rachaduras da parede da igreja, permitindo a pintura do imóvel. Agora, o trabalho está concentrado na pintura da parte superior da igreja, que será feita com tintas brancas e com tons de cinzas, nos ressaltos e bordas.

Igreja da Ordem – A Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, mais conhecida simplesmente como Igreja da Ordem, foi construída em 1737 e é a mais antiga de Curitiba. Originalmente, era a Igreja de Nossa Senhora do Terço. O nome atual foi dado com a chegada a Ordem de São Francisco em Curitiba, em 1746.

Abrigou um convento franciscano de 1752 a 1783 e, no século 19, foi a paróquia dos imigrantes poloneses. Por volta de 1834, uma parte da igreja desmoronou e só foi completamente restaurada em 1880, com a visita do imperador D. Pedro II.

A torre da igreja e a instalação dos sinos foram concluídas em 1883. Nessa época, a igreja era frequentada, principalmente, por imigrantes alemães.

Tombada desde 1965, a Igreja da Ordem sofreu nova restauração de 1978 a 1980 e, em 1981, passou a abrigar o Museu de Arte Sacra.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas