Dezoito unidades de saúde abrem as portas amanhã, das 8h às 17h, para a largada da Campanha Nacional de Atualização Vacinal. A ação continua ao longo da próxima semana, no horário normal de funcionamento das 109 unidades básicas, para receber todas as crianças menores de 5 anos que estiverem em atraso com o esquema de imunização de alguma das nove vacinas disponíveis e que protegem contra 13 tipos de doenças.

O objetivo é fazer as famílias manterem o esquema vacinal em dia principalmente durante os cinco primeiros anos de vida. “Existe tendência de a cobertura cair à medida que as crianças crescem e demandam menos os serviços de saúde que os bebês. Estudo feito com 2.637 crianças nascidas em Curitiba em 2002 revela que menos de 1% apresentam atraso no calendário vacinal nos dois primeiros meses de vida. A taxa sobe para 11% quando a vacina em questão é a Tríplice Viral, aplicada aos 12 meses, e aumenta para 30% para a dose de reforço.

Entre os menores de 1 ano foram encontradas coberturas de 96% para as que tinham comparecido a três ou mais consultas e de 94% entre as que fizeram até duas visitas ao pediatra. A cobertura cai entre os bebês entre 1 e 2 anos: 92,7% para os que comparecem a três ou mais consultas e para 89,6% para quem foi a no máximo duas consultas.