As férias escolares ainda não acabaram, mas nos fins de semana o fluxo de veículos retornando das praias com destino a Curitiba tem sido muito alto. Ontem, por exemplo, foram registrados picos de 2.700 carros subindo a serra pela BR-277, estrada que liga a cidade ao litoral paranaense.

Este número é pelo menos quatro vezes maior do que o normal. Na altura do km 18, um acidente com um caminhão na tarde de ontem deixou o trânsito ainda mais lento na BR-277, sentido Curitiba. Não houve vítimas.

A chuva pode ter contribuído com o acidente. Segundo a Ecovia, o caminhão tombou a cerca de 6 quilômetros antes da entrada de Morretes. Por volta das 19h30 o veículo tinha sido removido, mas o fluxo continuava lento, porém, sem congestionamentos. No início da noite a chuva já havia dado trégua na serra.

Ontem não houve a Operação Mão Única na PR-407 (estrada que liga Pontal do Paraná à BR-277), mas a Ecovia informou que no domingo essa medida será adotada. O trânsito também era lento, ontem, na PR-508, a Alexandra-Matinhos.

Segundo a concessionária Ecovia, a previsão era de que 110 mil carros circulassem nos dois sentidos da rodovia entre sexta-feira e hoje, já que somente na sexta 16 mil veículos desceram a serra. No sábado foram registrados picos de 1.300 veículos por hora no sentido litoral, quando o fluxo normal é de 700 carros.

Retorno às aulas

Na BR-376, rodovia que liga o Paraná a Santa Catarina, o movimento também foi grande ontem, com cerca de 3 mil veículos trafegando rumo a Curitiba, o triplo do normal. Uma das explicações para tanto movimento pode ser o retorno às aulas na semana que vem, e muita gente deve voltar à cidade.

No Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, dos 65 voos programados até as 19h30 de ontem, oito atrasaram e dois foram cancelados. Em todo o País, dos 1.745 programados, 62 foram cancelados e outros 25 atrasaram.