O Procon-PR confirmou ontem que já são 245 as denúncias registradas contra a agência de modelos infantil-juvenil Talentos Brilhantes, que funcionava em Curitiba e fechou as portas em dezembro. O motivo das reclamações é o descumprimento de contratos por parte da empresa, que parou de funcionar sem avisar os clientes. A matriz se localiza em São Paulo.

As denúncias estão sendo feitas desde janeiro de 2003 e, nos últimos dois meses, acontecem com mais freqüência. A agência Talentos Brilhantes ficou muito tempo na cidade selecionando crianças para trabalhar em novelas e propagandas. Várias vezes, filas foram formadas em frente ao local para realização de testes.

Para cadastrar a criança na agência, os pais pagavam uma quantia, que seria destinada para a confecção de books (álbum de fotos), vídeos e encaminhamentos para o mercado de trabalho. Mas, desde o ano passado, nada disso aconteceu e vários pais fizeram denúncia ao Procon. Segundo o órgão de proteção ao consumidor, alguns chegaram a gastar R$ 3 mil para realizar o agenciamento da criança.

A advogada do Procon-PR, Elizandra Pareja, afirmou que processos administrativos estão sendo instaurados contra a empresa de São Paulo e notificações também já foram enviadas aos responsáveis. “Para cada caso será realizada uma audiência. Isso deve acontecer provavelmente em dois ou três meses. São valores diferentes que foram perdidos. Cada consumidor tem o direito de denunciar alguém que está desrespeitando um contrato”, diz a advogada.

Delegacia

Elizandra também confirmou que as denúncias foram encaminhadas para a Delegacia de Crimes contra o Consumidor, que decidirá se instaura ou não um inquérito, caso tenha ocorrido um crime com relação penal. “Nós analisamos o contrato que era apresentado aos clientes e ele era totalmente enganoso. E os próprios funcionários da filial que fechou estão com uma série de problemas na Justiça do Trabalho. Eles reclamam que ficaram sem receber alguns meses de salário mesmo antes do fechamento da empresa”, completa Elizandra.

Dois pais, que preferiram não se identificar, agenciaram as filhas na empresa, mas acabaram lesados em R$ 800 e R$ 200. Além disso, não conseguiram ficar com o material, fotos e vídeos da criança. Eles mostraram os contratos com a empresa e a documentação em que a Talentos Brilhantes pedia para que fosse feita a contratação. “Fui até a empresa em fevereiro do ano passado e até agora não obtive uma explicação”, diz um deles.

A empresa

O departamento de relações públicas da empresa explicou que providências estão sendo tomadas para que os problemas sejam resolvidos. A matriz de São Paulo rompeu o contrato com a representante curitibana, que fechou as portas e abrirá em novo endereço, com novos funcionários. Essa nova franquia de Curitiba já está recebendo funcionários da matriz.

De acordo com uma funcionária da empresa, eles ainda esperam resolver todas as pendências para depois continuar com os trabalhos. São cerca de mil materiais, entre books e encaminhamentos, que ainda não foram entregues aos clientes. A partir de junho e julho, a empresa estará voltando a atender normalmente.

Ontem, o representante da Talentos Brilhantes em Curitiba, Cláudio Fiorito, estaria em São Paulo e retornaria hoje à capital paranaense.