A Assembléia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou o Panamá para ocupar a cadeira não permanente reservada à América Latina no Conselho de Segurança (CS) da organização.

Após impasse na votação entre a Guatemala e a Venezuela, os dois países concordaram em retirar recentemente suas candidaturas e apresentar o Panamá como candidato de consenso.