Um colapso de um túnel em uma hidrelétrica chinesa na região amazônica do Equador matou 13 trabalhadores na noite deste último sábado (13). Entre as vítimas estão três chineses e dez equatorianos. O acidente deixou ainda outras doze pessoas feridas.

O presidente do Equador, Rafael Correa, confirmou a morte dos trabalhadores. Correa escreveu em seu perfil no twitter: “13 mortos confirmados. 10 equatorianos e três chineses. Um abraço solidário a seus familiares e colegas de trabalho”.

Os feridos foram levados para hospitais em Lago Agrio e Lumbaqui, de acordo com o Andes, a agência oficial de notícias do Equador.

A usina hidrelétrica Coca Codo Sinclair, localizada na província de Sucumbíos, a cerca de 90 milhas a leste da capital Quito, ainda está em construção.

Segundo o Ministério de Gestão de Risco Nacional, o acidente foi causado por um “colapso em um túnel” que afetou as tubulações de alta pressão no interior da casa das máquinas.

Coca Codo Sinclair, o maior projeto de usina hidrelétrica no Equador, está sendo construída pela empresa chinesa Sinohydro desde 2010. A expectativa é de que a usina entre em operação em 2016.

Fonte: Dow Jones Newswires.