Jeffrey Edward Fowle, o norte-americano que foi detido na Coreia do Norte há pouco mais de um mês, é um funcionário municipal responsável por manutenção de ruas no sudoeste de Ohio com um longo histórico de viagens.

Fowle, que foi preso ao chegar de viagem ao país asiático em 29 de abril, tem 56 anos e é de Miamisburg, uma pequena cidade de Ohio com cerca de 20 mil habitantes.

Antes de chegar à Coreia do Norte, Fowle já acumulava viagens internacionais, incluindo passagens regulares pela Rússia, acompanhado de sua esposa, e um passeio por Sarajevo no início de 1997, menos de doze meses depois de ter sido suspenso o estado de sítio que vigorava na cidade bósnia havia quatro anos.

Na sexta-feira, a Coreia do Norte anunciou que deteve Fowle por “atos hostis” contra o país, sem fornecer detalhes, e que o norte-americano continuava sendo investigado.

Citando fontes diplomáticas, a agência de notícias japonesa Kyodo News informou que Fowle foi detido por causa de uma bíblia que teria deixado para trás em um quarto de hotel. A Coreia do Norte, oficialmente um país ateu, venera seus líderes como divindades, e, nos últimos meses, prendeu ou expulsou uma série de missionários cristãos. Fonte: Dow Jones Newswires.