Morreu aos 95 anos de idade o general francês Paul Aussaresses, impenitente defensor e praticante da tortura durante a guerra da Argélia.

A morte do general Aussaresses, também acusado de treinar torturadores de extintas ditaduras latino-americanas durante o período em que foi adido militar da França no Brasil, foi anunciada no site de uma associação de paraquedistas veteranos franceses.

“Manifesto pesar”, disse Aussaresses à Associated Press em entrevista concedida em 2001. “Mas não posso expressar remorso. Isso subentenderia culpa. Considero ter cumprido minha difícil tarefa como um soldado engajado numa difícil missão.” Fonte: Associated Press.