O movimento de oposição Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) exigiu hoje que o governo retire suas tropas de uma base militar do antigo grupo rebelde e prometeu não retomar as hostilidades.

Em entrevista coletiva concedida hoje em Maputo, o negociador independente Lourenço do Rosário disse que a Renamo quer também que as forças do governo retirem-se das montanhas de Gorongosa, onde fica a base controlada pelo grupo.

Mais cedo, milicianos da Renamo atacaram uma delegacia em Maringue, na região central do país. Os policiais fugiram da delegacia atacada e não há informações sobre vítimas.

Ontem, a Renamo anunciou a anulação de seu acordo de paz com o partido governista Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), assinado em 1992 para encerrar a guerra civil do país. A decisão foi tomada após a captura da base da Renamo pelo governo nas montanhas de Gorongosa. Fonte: Dow Jones Newswires.