A União Europeia (UE) convocou para quinta-feira, em Bruxelas, uma reunião extraordinária com ministros de Relações Exteriores de países membros para decidir como o bloco vai reagir em relação à crescente violência na Ucrânia. Dentre as opções está a adoção de sanções contra o país.

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, disse nesta quarta-feira que espera que a UE adote “medidas específicas contra os responsáveis pela violência e pelo uso excessivo da força”.

As sanções podem incluir proibição de viagem para líderes ucranianos, além do congelamento de seus ativos.

O escritório da chefe da diplomacia da UE, Catherine Ashton, disse que a reunião especial de ministros de Relações Exteriores vai avaliar as opções do bloco.

Autoridades ucranianas informaram que 25 pessoas morreram e mais de 240 ficaram feridas durante confrontos entre a polícia e manifestantes contrários ao governo na capital, Kiev, desde terça-feira. Fonte: Associated Press.