Manifestantes atiraram sapatos e embalagens plásticas contra o primeiro-ministro tailandês, Somchai Wongsawat, hoje. A confusão levou o líder a se abrigar em um estacionamento subterrâneo. Somchai não se feriu, sendo escoltado por seguranças até um carro. O protesto foi realizado por mais de 100 funcionários da operadora de telecomunicações estatal TOT, durante uma visita do primeiro-ministro à sede da empresa, nas proximidades da capital, Bangcoc.

Jogar os sapatos é um ato considerado particularmente insultante na cultura tailandesa, que considera os pés a parte mais suja do corpo. Somchai, no cargo há um mês, sofre pressão para renunciar, em meio à crise política no país. Ele é acusado de ser um fantoche do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, seu cunhado. Deposto em 2006, Thaksin foi condenado ontem a dois anos, por corrupção. O ex-líder, exilado na Grã-Bretanha, nega qualquer erro e afirma sofrer perseguição política.