O Tribunal Constitucional da Bolívia disse nesta segunda-feira que o presidente atual, Evo Morales, poderá concorrer ao terceiro mandato nas eleições agendadas para dezembro de 2014.

De acordo com a decisão da Justiça, o texto da antiga constituição do país que prevaleceu até 2009 e que permite apenas uma reeleição, não pode ser aplicada retroativamente ao primeiro mandato de Morales.

Morales é o primeiro presidente indígena do país e venceu as eleições pela primeira vez em dezembro de 2005, antes da nova constituição. Em 2009, o presidente foi reeleito por uma vitória esmagadora.

Opositores dizem que a decisão desta segunda evidencia o fato de que a Justiça está sob influência de Morales. As informações são da Associated Press.