Juízes investigativos da França pedem que o Parlamento Europeu retire a imunidade da deputada de extrema-direita Marine Le Pen para que ela possa eventualmente ser processada por suspeita de mau uso de seus pagamentos parlamentares. À frente nas pesquisas do primeiro turno para a disputa presidencial na França, Le Pen tem imunidade ante processos como integrante do Parlamento Europeu.

O escritório da promotoria de Paris afirmou nesta sexta-feira que juízes investigativos emitiram a solicitação e que ela será transmitida pelo governo francês ao Parlamento Europeu. Le Pen disse em entrevista à rede Francetvinfo que este é “o procedimento normal”, mas garantiu que as acusações são infundadas.

O caso é relativo a suspeitas de que Le Pen e outros em seu partido xenófobo Frente Nacional usaram auxiliares parlamentares para atividade partidária, enquanto esses funcionários recebiam salários bancados pela União Europeia.

O Parlamento Europeu retirou a imunidade de Le Pen no mês passado para outra investigação, sobre a veiculação no Twitter dela de imagens fortes da violência do grupo extremista Estado Islâmico. Fonte: Associated Press.