Um homem-bomba atacou hoje um funeral do qual participavam milicianos anti-Taleban, no noroeste do Paquistão, matando pelo menos 36 pessoas e ferindo mais de 100, disseram fontes policiais e hospitalares.

A explosão ocorreu perto da cidade de Peshawar, não muito longe de regiões administradas por tribos que fazem fronteira com o Afeganistão, onde os milicianos são mais fortes. A região é lar de vários exércitos tribais que lutam contra o Taleban, com apoio do governo. Como em outras partes do noroeste, as milícias têm sido implacavelmente atacadas pelos insurgentes.

O oficial de polícia Zahid Khan disse que cerca de 300 pessoas participavam do funeral da esposa de um miliciano na região de Matani quando a bomba explodiu. Testemunhas afirmaram que o homem-bomba, que parecia ser um adolescente, apareceu quando o funeral estava prestes a começar. “Nós pensamos que esse jovem estava chegando para assistir ao funeral, mas, de repente, ele detonou uma bomba”, disse o sobrevivente Syed Alam Khan. As informações são da Associated Press.