O movimento islâmico Hamas está comprando terras em Jerusalém, enquanto grupos palestinos tentam ganhar influência na disputada cidade, afirmou hoje o chefe do serviço de segurança de Israel, Shin Bet. “O Hamas está trabalhando por meio do Dawas (grupos missionários e de caridade islâmicos) para comprar terras dentro das fronteiras municipais da cidade”, disse Yuval Diskin ao Comitê Parlamentar de Relações Exteriores e de Defesa a funcionários que participaram de uma reunião a portas fechadas.

Jerusalém é uma cidade sagrada para cristãos, judeus e muçulmanos. É um dos territórios mais disputados do Oriente Médio, e os palestinos querem uma parte da cidade como capital de seu futuro Estado independente. Israel trabalha nos últimos anos para evitar que grupos políticos palestinos operem na cidade, fechando prédios ligados a essas organizações. Não foi divulgado se Israel tem um plano para combater essa suposta influência do Hamas na cidade. As informações são da Dow Jones.