A cúpula do partido Democrata pediu hoje ao deputado Anthony Weiner, eleito por Nova York, que renuncie ao cargo depois de ele ter admitido o envio de material de conteúdo sexual para várias mulheres. “É com grande dissabor que eu peço ao deputado Anthony Weiner que renuncie”, disse a presidente do Comitê Nacional Democrata, Debbie Wasserman Schultz, em comunicado.

Nancy Pelosi, líder democrata na Câmara dos Representantes, também se uniu ao grupo que pede a renúncia de Weiner. Ela já havia pedido uma investigação para determinar que Weiner havia violado as regras da Câmara e enviou formalmente o caso para investigação na terça-feira.

O presidente do Comitê da Campanha Democrata no Congresso, Steve Israel, disse que o “comportamento inapropriado de Weiner tornou-se um transtorno insuperável para a Câmara e para nosso trabalho pelo povo americano”.

Em coletiva de imprensa na última segunda-feira, Weiner disse, com olhos marejados, que estava “profundamente envergonhado” por seu comportamento, que incluiu o envio de uma fotografia de um homem de cuecas para uma mulher em Seattle por meio de sua conta no Twitter.

Weiner, congressista democrata em seu sétimo mandato, era visto, até o escândalo, como o principal candidato ao cargo de prefeito de Nova York em 2013. As informações são da Dow Jones.